CRIE SUA CONTA

*

*

*

*

*

*

Não está encontrando o que procura? Acesse o mapa do site

Projeto legaliza marinas em Florianópolis

Depois de dois anos, oito unidades da Capital conseguiram suas licenças.

Um marco para a náutica nacional. Assim é definido por Leandro ‘Mané’ Ferrari, presidente da Associação Náutica Catarinense para o Brasil (Acatmar), o resultado do projeto Marina Legal, que reuniu proprietários de estruturas náuticas do litoral catarinense em busca da legalização.

Ao fim de dois anos de trabalho incessante, oito marinas obtiveram sua legalização na tarde da última segunda-feira (13), na sede da Fundação do Meio Ambiente (Fatma), em Florianópolis. 

Até hoje, todas estavam irregulares devido à extensa burocracia e falta de orientação para sua regularização. Para Ferrari, o feito é uma conquista de todos os que lutam pelo crescimento do setor náutico, porém com um gostinho de realização pessoal. “Abracei este projeto há dois anos e agora conseguimos resultados palpáveis.

Blitz notifica 100 embarcações no litoral norte de SP

Fiscalização faz parte de operação da Marinha nas praias da região.

Expectativa é que praias do litoral norte recebam até 30 mil embarcações.

A fiscalizalização que a Marinha está realizando pela costa do litoral norte e por represas do Vale do Paraíba, já notificou 100 embarcações em apenas 15 dias. O número é menor do que registrado no ano passado, mas segundo os militares é considerado alto.

O objetivo da ação é evitar acidentes próximos às praias e melhorar a segurança dos banhistas. A blitz conta com cerca de 70 militares que percorrem as cidades do litoral norte e região. Nas abordagens, são pedidos documentos e habilitação e em alguns casos, o teste do bafômetro também é realizado com os pilotos dos barcos.

Segundo o delegado da capitania dos portos Alexandre de Sousa, o número de irregularidades encontradas este ano é considerado alto. “Isso demonstra que as pessoas não estão muito atentas as normas de segurança e nós teremos um trabalho mais intenso durante o verão”, afirma. No mesmo período do ano passado, foram registradas 150 notificações.

A expectativa é que as praias da região recebam cerca de 30 mil embarcações até março de 2014. “Não é a intenção buscar [aplicar] multas ou fazer com que o condutor perca a viagem ou o passeio.A ideia é simplesmente evitar o acidente entre embarcações e também com os banhistas”, disse Sousa.

 

Fonte: g1.globo.com
Foto: Marinha

Jet Tour Sea-Doo deste sábado navega por paisagens únicas do litoral alagoano; No domingo, haverá test drive da marca canadense.

A bordo de motos aquáticas, um grupo irá realizar um passeio pelas belezas do litoral alagoano, em Maceió, neste sábado. A etapa do Jet Tour Sea-Doo, que realiza eventos direcionados a proprietários das embarcações de todas as marcas, promete visual único no percurso, incluindo piscinas naturais e águas claras.

O passeio terá como base a Federação Alagoana de Vela e Motor, que no domingo recebe test drives com as máquinas da Sea-Doo. O Jet Tour já tem mais de 30 inscritos. “Partiremos do bairro de Jaraguá com direção às piscinas naturais de Pajuçara e Ponta Verde. Sem dúvidas o percurso é um dos mais bonitos de Maceió”, comentou Thiago Bastos, da Flypper Náutica, organizadora do evento e revendedora dos produtos BRP na região, o que inclui a Sea-Doo.

"Para todas as coisas boas da vida, o mar é o limite!"
TOPO